Sou como um monte de gente que passou alguns anos com um sentimento escondidinho no meu coração que uma hora transbordou. E transbordou em arte. Adoro arte! Sempre adorei e uma hora tomei coragem de seguir isso. Foi um processo, está sendo. E esse processo não começou hoje, mas hoje estou tendo a liberdade de ser livre.Um dia eu percebi que eu não precisava ser só uma. Aí eu me aceitei como várias. Tem gente que me chama de Alê, de Alexandra, Xanda (poucas, mas tem), mas eu me tomei de uma forma que prefiro ser AlêS., várias mesmo, sem bordas e sem limites. E você já parou para pensar como a nossa vida poderia ser mais leve se não existissem os “E Se’s” da vida? Primeiro ponto a observar, esta primeira frase já seria diferente: Já parou pra pensar que a nossa vida é mais leve quando não existe o “E Se” pra nos paralisar? O “E Se” é o clique, mas às vezes é um arrependimento e, pior ainda, uma prisão, um obstáculo enorme. Mas é a gente mesmo que impõe esse obstáculo a nós mesmas. E ninguém quer viver num cercadinho, né? Esqueci de me apresentar. Sou essa da foto, meu nome é Alexandra de Sousa, tenho 30 e alguns, um punhado bem grande de disposição, algumas incertezas (agradecimentos ao “E se”) e o Mundo Ananda é uma caminhada livre. A gente tem o Maha Mundi (que tá crescendo que só!), a gente também tem algumas artes no Colab 55, e algumas telas feitas por mim. Vem caminhar com a gente.

Tags:

Comments are closed

Contribuição Consciente

Faça sua contribuição para o Maha Mundi com link direto pelo PagSeguro

R$ 8,00 – https://pag.ae/7W2qvcjnL

R$ 17,00 – https://pag.ae/7W2qwd9ra

R$ 26,00 – https://pag.ae/7W2qwKFX1

R$ 35,00 – https://pag.ae/7W2qxc-G1